01 fevereiro 2016

Resenha - Confusões em Paris

Autor(a): Vanessa Sueroz
Páginas: 222
Editora: Ixtlan
Gênero: Comédia Romântica
Sinopse: O sonho de todo jovem é viajar para outro país só acompanhado dos amigos. Um grupo de nove amigos consegue alguns dias de folga na escola e resolve pegar um avião rumo a Paris.
A confusão começa porque não avisam Patrícia sobre a viagem e muito menos para onde estão levando a pequena ruiva.
Em Paris e sem nenhum adulto por perto, os nove jovens vão aprontar muito, principalmente quando todos resolvem se juntar para fazer Ricardo e Patrícia se entenderem, o que nunca aconteceu antes.
O que nove adolescentes são capazes de fazer sozinhos em um país desconhecido?
Links importante: Skoob - Livraria Curitiba - Site autora




Confusões em Paris conta a história de um grupo de amigos onde cada um tem seu jeitinho, alguns não se suportam, mas fazem parte da mesma "panelinha" e outros ainda, são super amigos e até mesmo mais que amigos.

Vamos ficar com a história muito focada nas duas pessoas que se odeiam muito, ou melhor... Ela odeia ele muito e ele ama ela muito, Paty e Ricardo.

Paty é uma menina inteligente e que com certeza odeia o Ricardo, tanto que ela sempre chama ele de Sousa (sobrenome dele), já Ricardo é um verdadeiro galinha, popular da escola e adora chamar Paty de "ruivinha". Mas por que Paty mesmo não gostando de Ricardo anda tanto com ele? Por causa dos outros amigos que fazem parte do grupo.
Certo dia estavam todos reunidos na casa de Paty, porque era férias da escola e foi aí que tudo começou... Paty estava dormindo quando a galera teve uma ideia "mirabolante" que tal eles fazerem uma viajem? Para nada mais nada menos que Paris! Porém tinha um pequeno problema, ou enorme problema que eles teriam que resolver para que todos fossem... "Como levar a Paty sem que ela soubesse para onde estava indo?", então eles bolaram um plano de levar ela dormindo, para quando ela estivesse dentro do avião ela não tivesse como sair, o Ricardo não achou nenhum pouco legal a ideia, mas não teve muita escolha, ele foi obrigado a ajudar. Quando Paty acordou já era tarde demais, ela estava dentro do avião e queria entender como e porque foi parar ali. Ricardo tentou explicar da melhor forma possível e também tentou deixar claro que ele tinha sido totalmente contra com a ideia, mas ela não quis saber... Voltou a dormir e quando acordou já estava no hotel.

"- Dizem que as pessoas que se amam sentem isso apenas em um único beijo. Se você me beijasse e não se convencesse de que me ama, eu nunca mais te incomodaria, pois estaria mais que provado que você não sente o mesmo por mim." - página 119
Enquanto ela dormia, a galera fez um check-in no hotel e Paty ficou sabendo que até nisso teve confusão, pois Ricardo ficou muito irritado com o cara que atendeu eles por achar a Paty gostosa, Paty não sabia se ficava irritada ou se gostava daquilo que ficou sabendo.

Depois começamos acompanhar um grupo de amigos muito felizes, atrapalhados e "bagunceiros" por Paris, vamos fazer parte de muitas festas e planos que o pessoal resolve aprontar, serão casais de unindo para todos os lados ou talvez nem tanto como você imagina. Pessoas unindo mais ainda seus laços de amizade e alguns continuando a se odiarem, claro que apenas de um lado e claro que estou falando de Paty e Ricardo, mas algumas coisas começam a mudar com os dois... Paty começa a ficar mais tempo com Ricardo e percebe que ele não é tão ruim quanto parece, tudo bem que para ela, ele ainda é um galinha, mas mesmo assim ela acha que consegue ver algo bom nele, o que faz com que ela fique muito confusa em relação aos seus sentimentos.

"- Olha que pena, ruivinha... Meu sorvete está horrível! - seus olhos brilharam.
- O que tem o seu sorvete? - perguntei, estranhando o comentário.
- Isso! - ele disse antes de me sujar com o sorvete dele.
Eu tinha sorvete pelo rosto inteiro! Eu quero matar o Sousa!" - página 164
O livro não vai nos mostrar muita coisa sobre a cidade luz, mas vai nos levar até à vida amorosa de adolescente tentando se entenderem e passar por algumas fases da vida que todos nós passamos, só que com muito mais estilo... Afinal, por que não em Paris?
Achei a capa linda e combina totalmente com as cenas do livro. Você vai consegue vivenciar muito dos sentimentos confusos de Paty e em certos momentos vai até querer dar dicas para a garota sobre o que ela deve fazer.

Para quem já conhece a forma da escrita da autora sabe que suas obras são uma forma de leitura bem leve e que dá para terminar rapidinho sem grandes problemas. O livro são com páginas brancas e a fonte não é pequena nem muito grande, apenas do tamanho exato para uma ótima leitura (eu achei).

Então se você quiser um livro com confusões que os personagens aprontam, drama e romance adolescente esse com certeza é uma ótima dica de leitura.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...