03 dezembro 2014

Resenha: Os melhores Poemas de João Cabral de Melo Neto




Autor(a): João Cabral de Melo Neto
Páginas: 344
Editora: Global
Sinopse: Diplomata de carreira, João Cabral de Melo Neto (Recife, 1920-Rio de Janeiro, 1999) serviu na Espanha, Inglaterra, França, Senegal. Situado cronologicamente na geração de 45, ocupa posição isolada no panorama histórico da poesia brasileira, pela sua personalidade ímpar, sua linguagem enxuta, as imagens predominantemente visuais, o desenho dos poemas, que parecem traçados a régua e compasso. A crítica aponta-o como o ponto máximo da poesia brasileira do século XX, ao lado de Carlos Drummond de Andrade. – Retirada do Skoob





Volteei com mais uma resenha da série para vestibular da UFSC, eu sei que o vestibular já é na semana que vem, mas não fique desesperado que vou colocar todas as resenhas aqui no blog assim como eu tinha prometido para vocês. Agora chega de enrolação e vamos falar sobre o livro de hoje.

Os melhores Poemas de João Cabral de Melo Neto reuni vários poemas do autor, obviamente, e todos os poemas tem um estilo surrealista, apesar do autor abordar assuntos que acontecem na nossa realidade, ele consegue passar aquilo tudo de uma maneira surreal. E vou dizer, fica bem surreal, mesmo... Tem horas que você fica perdida e nem sabe mais do que ele está falando.

Segundo o autor, os poemas não vêm de inspiração do escritor, mas sim pela organização e construção das palavras, além dele fazer poemas sem se inspirar, digamos assim, ele também não usa do sentimentalismo, tanto que dá para notar por seus poemas que não há aquela coisa toda romântica, não há exatamente um sentimento para estar fazendo aqueles poemas, são coisas objetivas, são coisas que a gente veja acontecer normalmente... Ele fala sobre Morte e Vida Severina, que para quem não sabe é retratado um homem que sai do sertão nordestino em busca de condições melhores, fala sobre os engenhos de cana, como funciona de certa forma, como as pessoas vejam, e como deu para notar mostra muita coisa da realidade.

Bom como eu disse e como da para notar pelo título do livro, ele nos traz vários poemas que foram feitos durante a vida de João Cabral, sendo escolhidos os melhores... Eu não sei explicar realmente o que eu senti quando li os poemas, porque eu achei louco demais, achei estranho demais em algumas partes, ele ia explicar uma coisa e usava outra coisa, um objeto ou algo assim no lugar daquilo que ele realmente queria escrever, exemplo, ele queria falar de uma pessoa, mas usava no lugar uma flor (isso foi apenas um exemplo que eu inventei agora, ok?), vocês tem noção? Você tinha que estar ligado para saber sobre o que ele iria falar naquele momento e o que ele queria dizer com as palavras.

Os poemas eu não vou dizer que são bons, porque não fez nenhum pouco meu estilo, mas eu diria que além de estranho, foi um pouco interessante ver poemas de um ponto de vista diferente, ver poemas escritos de uma maneira diferente. Quem gosta de poemas, talvez possa acabar gostando desse livro também. Lembre-se João Cabral era chamado de arquiteto das palavras, faz sentido do porque os poemas dele são tão objetivos e que faz a gente parar para pensar.

Espero que vocês tenham gostado e espero ter ajudado você que vai fazer o vestibular e nem sabia sobre o que o livro falava. É isso ai...


Beijos <3

3 comentários:

  1. Que ótimo!
    Começou a fase final meninas preciso que votem em mim para poder ir para a final!!!!!
    http://batalhadeblogueiras.com.br/home_fase3_interna.php?cod=70

    ResponderExcluir
  2. Oiii. Eu não curto poemas e acho que não ia curtir nada nada esses, pela sua resenha. Não gosto muito dessa coisa meio louca, onde não consigo entender o que é que o autor quis dizer ali. kkk, não sei se deu pra entender, mas é tipo isso. hehehe
    Mas achei muito bacana a sua ideia de postar resenhas sobre os livros que vão cair no vestibular. Acho que ajuda muita gente =D
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho trauma de poemas. Nunca entendi muito bem o que o autor queria passar com todas aquelas frases, um certo dia, tive que ler e explicar alguns poemas para a sala toda e isso me fez ter um certo trauma ainda maior com poemos hahaha.

    Beijão <3
    http://dearitgirl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...