28 novembro 2014

Resenha – Doce Sonho Alado

Autor(a): Sheila Lima Wing
Páginas: 249
Editora: Clube de Autores

Sinopse: Um crime abala a cidade de Coronel Boaventura: um corpo é encontrado na Biblioteca Municipal (que, aliás, estava trancada pelo lado de dentro), vestido com roupas elegantes e segurando um livro chamado "O Mistério do Caso Boaventura". Espalha-se pela redondeza o boato de que o livro possa estar amaldiçoado pelo fantasma do fundador da cidade. Enquanto isso, Evangeline Maria Ayler – uma garota de onze anos – e sua amiga Hanna Auster passam a estudar num semi-internato particular, o Instituto Educacional A. W. Sigma. Ambas são garotas simples, moram numa favela, e precisam se desdobrar para se adaptar à nova vida entre os filhos da elite. Evangeline logo descobre que há um mistério envolvido nesse convite a estudar no Instituto: o diretor Último Wing, seu tio de consideração, possui questões mal resolvidas com a mãe da garota, parece ser o tipo de sujeito no qual não se pode depositar confiança. Durante o ano letivo Evangeline tenta resolver vários mistérios, como o caso da morte na biblioteca, um rosto que lhe espia das sombras, um garoto estranho e seu gato peludo; além de vários outros enigmas e questões comuns que fazem parte dos desafios de ser uma pré-adolescente; tudo isso com muita diversão e aventura.

Vou começar a resenha falando que eu amei o jeito de Evangeline.

O livro começa contando sobre um crime que ocorreu na cidade de Coronel Boaventura, crime este que ocorreu em uma biblioteca, o que mais ficou sinistro era que a biblioteca estava trancada e quando o Leônidas (o bibliotecário e também parente de Evangeline) chegou e abriu a biblioteca percebeu que havia um pé em um dos corredores da biblioteca, isso mesmo, um pé e logo acompanhado de um pé estava o corpo de um homem todo bem arrumado e claro, morto.

Depois a história pula para a vida de uma menina, também conhecida por Evangeline. Evangeline é uma menina que se preocupa com os outros, não gosta de injustiças e é muito curiosa, digamos assim... Ela e sua amiga Hanna, foram convidadas pelo diretor do Instituto Educacional A. W. Sigma para estudar lá, o diretor é parente de Evangeline, porém Último (que é o diretor) não se da muito bem com a mãe de Evangeline e ela não faz ideia do porque a mãe dela tem essa intriga com o diretor.

Dai você me pergunta, mas o que o crime que ocorreu na biblioteca tem com a menina? Bom, uma história estará ligada na outra. Evangeline fica sabendo do ocorrido na biblioteca e fica muito curiosa, principalmente depois de saber que seu tio, Leônidas era o principal suspeito da polícia, mas como ela tem que ir para o Instituto ela acaba deixando aquilo um pouquinho de lado, mas sempre pensando sobre o assunto.

Quando Evangeline e sua amiga Hanna começam as aulas no Instituto, elas conhecem várias pessoas, fazem várias amizades e a curiosidade de Evangeline em relação ao caso só aumenta e ainda tem o fato que ela quer descobrir por qual motivo que sua mãe não suporta o direito Último e nisso ela vai contar com a ajuda de seus amigos para tentar descobrir o motivo disso tudo, durante o ano letivo acontece várias coisas com Evangeline, uma delas é que sua mãe será obrigada deixar a casa que elas moram, devido o atraso do aluguel, Último tenta emprestar dinheiro para ajudar e envia o cheque através de Evangeline, mas o que acaba acontecendo é uma briga entre Evangeline e sua mãe, pois sua mãe se recusa aceitar o dinheiro.

Várias coisas estranhas acontecem e você fica tentando descobrir junto com Evangeline tudo que ela quer descobrir, você fica curiosa para saber o motivo do crime que ocorreu na biblioteca, quem está por traz dele. Você fica curiosa também para saber quais são os mistérios que envolvem o diretor Último, pois fica claro no livro que Último esconde algo de quase todos. E a história vai correndo desse jeito, com Evangeline e seus amigos tentando descobrir qual é do diretor Último, o que exatamente fez com que ocorresse aquele crime, etc.

Ai você me pergunta, por que o nome do livro é “Doce Sonho Alado”? Pelo simples fato que um certo dia a mãe de Evangeline deu a ela um colar que pertencia a mãe de Evangeline, ela explicou sobre o colar que era sempre passado para o primogênito da família, mas Evangeline não era a primogênita, porem sua mãe deu assim mesmo para ela, pois a irmã de Evie (apelido da Evangeline) não era tão ligada a coisas assim, que envolvesse sentimento e tudo mais. E o nome do colar era Sonho Alado. E no livro Evie acaba contando qual é o sonho alado dela, mas eu vou deixar vocês com curiosidade para saber qual era. :D

“— Ele está há muitos anos na família. Quem o criou foi minha bisavó, e o chamou de Sonho Alado. Minha mãe deu o colar para seu tio Alexei — já que ele era o primogênito —, mas ele disse que agora era a minha chance de sonhar, e entregou o Sonho Alado para mim, pouco antes do meu casamento. E agora quero que seja seu.”

O livro foi bem escrito e não tem uma linguagem complicada, a autora fez com que os leitores sentissem vontade de “devorar” o livro a cada palavra, eu só não li em um dia, porque comecei a ler na semana que tinha que entregar o relatório do curso, mas da para ler tranquilamente em um dia, pois como eu disse você sente vontade de ler e não para até chegar ao fim. A autora nos traz mistérios e assuntos que são normais no nosso dia a dia, como exemplo a vida de uma adolescente, como é iniciar em uma nova escola sem conhecer ninguém, mostra a diferença de classe social e o que eu achei bem legal era o uniforme do Instituto e como eles deveriam se portar em relação a isso.

Recomendo a leitura do livro sim... E vou logo avisando que tem continuação, pois é o livro tem continuação e eu claro, preciso estar lendo a continuação, porque eu preciso saber como tudo isso vai acabar.

Então se você gostou, achou interessante e ficou com vontade de ler, eu sei onde você pode estar comprando:



7 comentários:

  1. Nunca vi esse livro, mas fiquei com vontade de ler! Adoooorei o seu blog, segui aqui! :) Beijo
    PS.: amei seus vídeos!

    senhoritadeallstar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. nossa que bacana, adorei a resenha, nunca tinha ouvido falar desse livro
    bom final de semana lindona

    www.tofucolorido.blogspot.com
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Adorei a resenha! Não conhecia a obra, mas gostei da desenvoltura da narrativa!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ebaaa \o/ Nossa fiquei muito feliz quando vi a postagem no meu Painel de Leitura do Blogger, e ainda mais agora ao ler e saber que você gostou da Evie! Fazer uma boa protagonista foi uma das minhas maiores preocupações quando comecei a escrever, tanto que até troquei a personagem principal (no meu blog falei um pouco sobre isso quando fiz um perfil da Evie). E sobre a continuação, daqui a pouquinho vou enviar um e-mail para você. Só vou ali almoçar rapidinho, e já volto!

    Muito Obrigada por tudo!

    Beijinhos Alados ♥

    ResponderExcluir
  5. Ameeeei tua resenha ! Me fez ter realmente vontade de ler esse livro :)

    Beijoo !

    | O Blog Que Não é Blog |

    | Sorteios Na Web |

    ResponderExcluir
  6. Esse livro já era conhecido por mim, mas não senti muito interesse pela leitura. Acho que eu precisaria ler para formular uma opinião a respeito..

    Beeijos, O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
  7. Não sabia que esse livro tinha tanto mistério assim. Como amo esse tipo de livro, obviamente já fiquei com ainda mais vontade de ler.
    Excelente resenha!

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de novembro

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...