22 setembro 2014

Resenha – o Juiz de Paz da Roça





Autor(a): Martins Pena
Páginas: 96
Editora: Lge

Meu Deus Cristina, por que você leu um livro com esse título? Sei que você deve estar se perguntando isso (risos).  Minha resposta é... Lembra que eu disse que ia fazer resenha de todos os livros que iria cair no vestibular da UFSC? Pois é, aqui estou eu começando as resenhas e pode ficar tranquilo que eu vou fazer de todos os livros.

Essa resenha é bem pequena mesmo, então vamos lá.

O livro na verdade é como uma peça de teatro. Sabem aqueles livros que tem cena, apenas falas e explicações de quando a pessoa sai de cena e quando volta? Pois é... O livro é exatamente assim. Ele é uma comédia com 23 cenas, e conta com vários personagens, mas o foco mesmo é a Aninha, o Juiz (obvio), Manuel João (pai de Aninha), Maria Rosa (mãe), escrivão e José (amante de Aninha).

Ele mostra um Juiz completamente sem noção, em minha opinião. Ele resolve os casos de uma maneira bem diferente, exemplo, estava havendo um pequeno desentendimento entre duas pessoas por culpa de um porco, o que ele disse? Que achava melhor que para resolver tudo de vez que o porco não ficasse nem com um e nem com o outro, mas que eles dessem para alguém, não que precisava ser para ele, mas ele ficaria muito feliz se assim fosse, e o que as pessoas fizeram? Não, que seria ótimo se o juiz ficasse, etc., etc. E pior que o juiz gostava disso (obvio né?), ele chegou dizer para seu escrivão que era ótimo ser juiz de roça (está ai o motivo do título). Ou seja o juiz era um verdadeiro corrupto que era super esperto e acabava abusando da inocência do roceiros. Infelizmente até hoje tem gente que faz isso com muitas pessoas.

Ele acaba meio que pretendo o (marido) e adivinha quem vai ter que levar ele para a cadeia, já que no lugar que eles moram não há uma? Pois é o (pai), porém Aninha bem no começo da história havia se comprometido sem que os pais soubessem com (marido) e adivinha para qual o primeiro lugar que o (pai) leva o (marido)? Para a casa dele, já que estava tarde e tudo mais ele ia acabar deixando o cara trancado dentro de tipo uma dispensa e no outro dia levava o cara para a cadeia, porém Aninha reconheceu o rapaz e assim que seu pai saiu de perto ela foi lá e abriu a porta para falar com o rapaz.

Resumindo... O livro é isso. É um livro fácil de ler, ele mostra como era a vida antigamente das pessoas que moravam na roça, sabe? Além que mostra de certa forma a corrupção, pessoas utilizando da inocência dos outros para dar-se bem. Esse livro foi a primeira obra de Martins Pena.

E eu simplesmente espero que vocês tenham gostado de conhecer um pouquinho sobre esse livro e que eu tenha ajudado pelo menos nessa obra aqueles que vão fazer o vestibular da UFSC.

Deixe nos comentários sua opinião.

Beijos.

20 comentários:

  1. Interessante! Parece ser bom, um tipo de leitura que não estou habituada!
    Beijos!

    Sociedade do Esmalte

    ResponderExcluir
  2. Achei interessante até. Agora quero ler!

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você vai gostar... E é bem rapidinho. haha
      Beijo.

      Excluir
  3. Que legal.. lembrou umas histórias que meu pai conta...

    beijos
    www.charmynail.com

    ResponderExcluir
  4. hahahahah... eu achei essa estória bem louca! Mas o livro deve arrancar altas gargalhadas da gente.
    Bks


    www.digoporai.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato... O livro é bem engraçado mesmo. hahah
      Beijokas.

      Excluir
  5. Gostei da sua resenha desse livro, parece ser bom!
    Bjs
    janamakesesmaltesecia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Adorei o livro!
    Muito legal sua atitude
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  7. Achei bem legal o livro!!
    Não conhecia! Vou procurar para ler!

    Bjs
    www.garotadebotas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uhum.. Depois me conta o que achou. :D
      Beijos.

      Excluir
  8. Que legal! Nunca tinha ouviro falar nesse livro!

    www.brazilianvogue.com.br

    ResponderExcluir
  9. Nossa! Não vou prestar nenhum vestibular, mas leria esse livro na boa. Parece ser divertido e real! KKKK que Juís esperto! RsRs

    http://gabryelfellipeealgo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uhum... É bem divertido mesmo... E parece real, bem o jeitinho que parece acontecer. haha

      Excluir
  10. EITA, comentei aqui e não foi o.o
    ps: se foi o comentário anterior, ignore este.

    você quer qual curso da UFSC? também vou prestar!
    eu achei esse livro online e me assustei quando vi que era tão curtinho... terminei de ler agora, pela internet mesmo.
    achei meio chato e parado, mas ri em algumas partes (a da umbigada e a do filho da égua hahaha).

    www.pe-dri-nha.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. uhauhauah Sim, algumas partes são bem engraçadas e o livro é bem curtinho mesmo. Vou prestar para Engenharia de Computação. '-'

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...