12 dezembro 2013

RESENHA – PARA SEMPRE ANA

Autor(a): Sergio Carmach
Número de Páginas: 336
Editora: Caravansarai



Sinopse
Na mística Três Luzes, o leitor percorre inicialmente três momentos afastados no tempo, onde três homens, de três gerações da família Rigotti, experimentam situações-limite pela influência de uma mesma mulher: Ana. A partir daí, a narrativa o leva a uma instigante viagem, nem sempre linear, entre meados do século XX e o início do XXI, na qual os dramas, o passado, o verdadeiro caráter e os segredos de cada personagem são pouco a pouco desnudados.

A trama é conduzida pela busca de Ana e pela busca por Ana, forasteira misteriosa que abala os triluzianos e cuja trajetória se funde à dos demais em uma história carregada de luzes e sombras. A busca de Ana arrebata as emoções; a busca por Ana arrebata os sentidos. E ambas surpreendem. Sempre que tudo parece esclarecido, detalhes antes considerados sem importância provocam uma reviravolta geral na história.

O livro conta a história de acontecimentos que ocorrem em Três Luzes, que fica a história toda envolta de Ana. Mostrando para nós como foi à vida dessa mulher. Levando-nos para acontecimentos ocorridos no passado e voltando para os acontecimentos de agora.

Apesar de Ana ser a principal da história, digamos assim, o autor nos apresenta os outros personagens que fazem com que Ana seja o foco da história, que seriam Nestor, Carlos e Caio. Para você entender Nestor é pai de Carlos, Caio é filho de Ana. Nestor acaba tendo um relacionamento com Ana, e com o decorrer da história esse relacionamento acaba sofrendo algumas mudanças, mudanças estas que fazem com que Ana encontre Carlos filho de Nestor. Carlos é um garoto imaturo e que não pensa em seus atos, ele namora com Cris uma garota educada e considerada por todos os triluzianos uma garota boa. Com o decorrer da história você acaba conhecendo Claúdia que tem um papel muito importante na história também, ela sempre fica ao lado de Carlos para o que ele precisa e nunca duvida da palavra do garoto. Conhecendo ainda o delegado Irineu um cara que tem uma mente brilhante, eu diria assim, além de ter pensamentos impressionantes. Irineu sempre acaba “discutindo” com o Padre Motta que no decorrer da história vai ser um personagem que ninguém esperava.

Sinceramente no começo da história eu não estava gostando muito do jeito de Ana, com o passar da história você começa a conhecer realmente está mulher, começa a entender tudo que ela passou e quais os motivos dela de ter feito o que fez, passando assim acha-la uma mulher forte e determinada.  

A história é simplesmente surpreendente, durante o desenrolar da história você vai ficar sabendo de acontecimentos que nem imaginava que poderiam existir, e quando você percebe tudo está ligada uma coisa na outra. O autor nos faz realmente parar para pensar em algumas partes do livro, não por ser complicado ou coisa do tipo, mas sim porque tem algumas coisas que realmente você consegue ligar com sua vida e pensa que talvez você poderia estar fazendo aquilo diferente ou alguém que você conhece pensa daquela maneira que foi descrita na história.

Você vai encontrar na história ódio, traição, paixão, amor verdadeiro, não deixando ainda a desejar em mistérios, reconciliações e com um final extremamente impressionante. A leitura ela não é complicada desde que você esteja prestando totalmente atenção em datas que aparecem durante a história, o que não fica muito difícil. Gostei da maneira com que o autor descreve as cenas, fazendo assim até imaginarmos tudo que está acontecendo naquele momento, imaginarmos todo o cenário e tudo mais.

Com certeza recomendo a leitura deste livro. Você vai se surpreender.  





Ficou interessado?? Você pode estar comprando o livro:








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...